sexta-feira, 20 de março de 2015

Não Confio em Gente que Não Lê #18 - O Escaravelho do Diabo

E aí, meus amigos, que o Desafio Literário do Tigre pedia pra que eu lesse um livro com uma capa feia. Desculpa aí, designer da capa de 'O Escaravelho do Diabo', mas ta aí um livro que eu não leria por causa da capa hein? Mas o que realmente me fez ir em busca do livro foi esse post feito no blog da Babi Dewet pela Gui Liaga. Antes dessa postagem eu nunca tinha ouvido falar desse livro, acredita? E aparentemente ele era bastante adotado como livro didático. Mas enfim...


A história se passa em Vista Alegre, uma cidade do interior de São Paulo onde acontece uma série de assassinatos e o que liga as vítimas é a cor do cabelo e o fato de todas elas terem recebido pelo correio um escaravelho alguns dias antes de sua morte como um aviso do assassino. Depois de ver seu irmão morto, Alberto acaba se envolvendo na investigação para encontrar o autor dos crimes.

Eu provavelmente nunca teria ido atrás desse livro se não fosse pelo post da Gui e pelo Desafio Literário. Entre os meus coleguinhas de sala eu sempre fui uma das crianças que mais lia e tentava pegar todos os títulos que eram adotados pelos professores sem preconceitos, mas o constante uso de livros que foram escritos há muito tempo e sempre por autores brasileiros, ou seja, por causa da falta de variedade, eu peguei um pouco de birra dos livros que seguem esse padrão. Mas depois de vários anos indo eu mesma em busca de leituras diferentes, baixei as defesas e voltei a esse mundo.

A edição que eu li era ilustrada! \o/

O Escaravelho do Diabo, da Lucia Machado de Almeida foi lançado em 1972 para a Série Vaga-Lume que era voltada para jovens e adolescentes e até hoje já foram lançadas vinte e seis edições dele (e não... ninguém acertou na capa). A linguagem dele é bem diferente do que estou acostumada, os diálogos são bem rebuscados e eu topei com um monte de palavras que não são mais usadas hoje. Mas isso obviamente contribuiu para a ambientação da história. Eu conseguia facilmente enxergar uma cidade de interior lotada de habitantes com o vestuário da época, entrando e saindo de comércios pequenininhos, passeando por ruas de paralelepípedo e sendo extremamente educados uns com os outros.

Achei interessante a enorme passagem de tempo em um livrinho de cento e poucas páginas e os diálogos impessoais, sem muita descrição do momento. Me pareceu que o livro se propõe única e exclusivamente a contar o desenrolar dos assassinatos, quase nenhum personagem me despertou aquele amorzinho, sabe? O instinto de proteção. Mas isso nem de longe foi um problema. Outro ponto que me chamou a atenção foi uma certa falta de detalhes na investigação, coisas que a gente vê com tanta frequência hoje nas séries policiais da vida. Me peguei pensando em conselhos pro policial encarregado da investigação, coisas do tipo "da um jeito de segurar esse cara aí, arranja um mandato pra fuçar as coisas dele logo". Mas no geral, adorei a experiência e pretendo ir em busca de mais leituras assim durante esse ano.


Você pode comprar 'O Escaravelho do Diabo' clicando aqui.
No Desafio Literário do Tigre, 'O Escaravelho do Diabo' se encaixa da categoria "Livro com a Capa Feia".

2 comentários:

  1. O Escaravelho foi publicado na Coleção Vagalume também e foi por ela que o li! A coleção tem vários títulos excelentes, caso você não conheça, é uma ótima pedida! ;)

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siimm!! Fiz uma pesquisa rápida sobre o livro e achei essa informação xD
      Talvez eu não volte super em breve pra esse tipo de publicação, mas pretendo me aventurar mais pra esse lado da literatura brasileira, com certeza! *-*

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Google+