sábado, 6 de setembro de 2014

Maze Runner - Correr ou Morrer: O Filme (Sem Spoilers)

Em 2012 fui apresentada aos moradores da Clareira e se você acompanha esse blog desde os seus primórdios, já deve ter lido a resenha que fiz sobre o primeiro livro da trilogia de Maze Runner que conta a história de mais ou menos cinquenta garotos que foram jogados na tal Clareira sem saber por quem e nem pra que. Caso essa resenha tenha lhe passado despercebida, você pode encontrá-la clicando aqui. Mas, pra refrescar a sua memória, o livro começa com o personagem principal, Thomas, chegando ao seu novo lar completamente desmemoriado e encontrando seus novos "colegas de quarto" que já possuem toda uma comunidade estruturada com suas próprias regras e vocabulário. A Clareira fica no centro de um labirinto, o qual é incansavelmente estudado pelos clareanos que procuram uma maneira de sair de lá há vários anos, sem muito sucesso, mas tudo começa a mudar quando Thomas se junta a eles.

Posters do filme, que estavam espalhados pelo cinema do shopping Pátio Paulista.
A história conquistou seus fãs e merecido espaço e esse ano também ganhou a sua primeira adaptação para cinema, com o mesmo nome do livro 'Maze Runner - Correr ou Morrer'. E, novamente, com a ajuda do Gui Pinotti e do pessoal do Omelete, descolei um lugarzinho numa exibição especial e assisti ao filme. Então você já sabe que esse é "aquele tipo de resenha" por quem leu o livro e para quem leu o livro, já que pretendo comparar o longa com as páginas, mas já adianto que recomendo o bonitinho pra todo mundo ir conferir.
Pra tirar a parte chata do caminho, falemos primeiro sobre as coisas que eu não gostei:
. O Minho não é tão estupidamente incrível quanto no livro. Ki Hong Lee, o ator, até que segurou bem o papel. Mas dava pra ser melhor? Dava.
. Alguns acontecimentos forçam um pouco a amizade e duvidam da nossa inteligência.
. Entendo que, por se um filme, as coisas tem que acontecer muito mais rápido do que no livro, mas em muitos momentos o desenrolar dos fatos me pareceu apressado.

Eu e Paola animadássas antes de entrar na sala de cinema.
Só! Agora #partiu falar de coisa boa?
. Apesar do "problema" de tempo supracitado, todos os fatos importantes pra história estão lá.
. Muita coisa foi alterada, inclusive a ordem de alguns acontecimentos, mas todas as mudanças foram muito coerentes. Ficou claro que todas elas foram feitas pelo bem da adaptação e pra que tudo fizesse sentido.
. Achei incrível, nível calorzinho no coração, que o vocabulário que eles usam no livro foi mantido na legenda em português e, segundo a Paola, que leu o livro em inglês, os termos usados no áudio original também são os mesmos.
. A facilidade pra se afeiçoar pelos personagens no filme é a mesmíssima do livro. Se você leu, prepare-se pra morrer de amores pelo Chuck, Newt e cia. de novo, se não leu, vá com o coraçãozinho aberto pra se apaixonar por toda a galera da Clareira.
. No livro, o humor fica muito por conta da maneira como os clareanos falam, os termos usados e o jeito de cada personagem, mas o filme tem muitos mais momentos engraçados e leves. O alívio cômico do filme é muito mais claro do que no livro e a maioria fica por conta do Chuck.
. Os Verdugos tão de fazer o ser humano se plongar nas calças. Claro que a nossa imaginação tem o poder de deixar coisas horrorosas umas quinhentas vezes pior, mas os bichos estão asquerosos e assustadores como a gente gosta.
. O final é muito parecido com o do livro (dica: fique de olho na mesa que aparece bem no finalzinho do filme porque o James Dashner, autor do livro, ta sentadinho nela) e o gancho pro segundo filme está magnífico. Da quase pra enxergar a capa do segundo livro. Aliás, algumas coisas que, quem acompanhou a série, só descobriu lá pro final do segundo livro, já foram adiantadas e a gente vê logo no primeiro filme.
Maze Runner é uma história muito complexa e difícil de explicar. Tudo é um spoiler em potencial, por isso você é quem tem que tomar a inciativa de acompanhá-la. Mas os fatos e argumentos são muito bem construídos e coerentes e tudo nesse primeiro filme, nos leva a crer que a mesma atenção está sendo destinada aos detalhes da adaptação. Bora lotar as salas de cinema, galerãm.

2 comentários:

  1. OMG, PRI! Fiquei com mais vontade ainda de poder ver a adaptação logo! *-------* Daqui a pouco mando msg no fb pra ti pq preciso de spoiler, sou desses! HAHAHAHA... Só me resta aguardar mais uns dias pra poder assistir... Btw, poxa, pq não arranjou um ingresso pra mim tbm, hein? :P #mimimi

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, que bom! Era essa a intenção com a resenha mesmo, fazer a galera morrer de vontade de assistir :x hahahah!!
      Então, eu e a Nay lembramos de vc (obviamente), mas achei que talvez ficasse complicado p vc vir pra cá assim na louca :// mas pode deixar que se rolar alguma outra oportunidade parecida, a gnt te chama então xD haha!

      s2

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Google+