terça-feira, 23 de julho de 2013

Schall Gay #15 - Obrigada, Sra. Mary Kay

Na sexta-feira, dia 12/07, uma amiga da minha irmã mandou por inbox o convite pra um curso grátis de maquiagem com os produtos da marca Mary Kay, dizendo que ela iria trabalhar lá e que eu podia chamar alguma amiga, a única requisição para entrar era ter o nome na lista. A perspectiva de aprender mais alguns truques de maquiagem, experimentar novos produtos e ainda ter mais conteúdo pro blog me levaram a aceitar na mesma hora. Então, sábado a tarde, peguei o trem com a Samyra (companheira de TCC, confidente nas horas vagas) até a estação São Judas do metrô achando que iríamos pra um curso simplezinho de uma hora e pouquinho de duração, mas que de qualquer jeito, provavelmente valeria a pena.
O curso aconteceria no salão de um prédio. Chegamos, demos nossos nomes, entramos e logo na entrada do salão já fomos recepcionadas com muita simpatia e instruídas a entrar e procurar pela consultora que havia nos convidado. O salão estava lotado de mesas e cadeiras de plástico muito bem distribuídas, decoradas e equipadas com um material lindinho pro curso. A animação aumentou e eu saí tirando foto dos produtos e da decoração.


Vou te falar... não precisa muito pra se apaixonar pela marca, basta dedicar cinco minutos escutando qualquer uma das consultoras contando como entrou em contato com ela e sentir a paixão no relato. Isso sem falar dos produtos que se vendem sozinhos graças a qualidade.
Quando começamos a aula de fato, a maquiadora profissional convidada, nos disse que a quantidade de produto que nós usaríamos seria baseada no tamanho de uma pérola (como você pode ver em uma das fotos), eu, bem descrente, pensei comigo 'Ah, ta bom! Isso aí da pra minha cara inteira, ahã...', mas aí nós descobrímos que o segredo é justamente esse, não abusar na quantidade do produto, pra que ele não "pese" no rosto. E como renderam as "pérolas" que nós usamos! Pudemos testar os produtos de limpeza e preparação da pele, que já deram a sensação de pele ridiculamente bem cuidada; da pra sair tranquilamente sem maquiagem, só usando os produtos pro tratamento da pele.
Quando partimos pro corretivo, a quantidade que usamos dava mais ou menos um terço do que está na foto e eu consegui passar em toda a área ao redor dos olhos e ainda sobrou corretivo (!!!) na bandeijinha que tínhamos pra depositar o produto.
O ponto alto do curso, pelo menos pra mim, foi quando partimos pra base e a maquiadora garantiu que nós não usaríamos pó compacto depois de aplicar a base, porque ela tinha efeito mate (opaco). Novamente, duvidei bastante, mas depois de passar o produto em todo o rosto decidi que eu só poderia sair de la com a tal base encomendada. O efeito é estupendo! Não pesa, fica bem uniforme e incrívelmente opaco. Nenhum brilhinho nojento de oleosidade aparecendo. Depois da base, partimos direto pra sombra.
Acredito que o material descartável não nos deixou trabalhar muito a forma da sobra ou controlar a quantidade dela, mas mesmo assim pudemos ver a boa pigmentação dos produtos.


Acima, o resultado final das minhas ~colegas de curso~. A qualidade da foto pelo celular não ajuda muito, mas já da pra ter uma ideia da variedade de produtos da linha de maquiagem, não?
Não escutei uma só reclamação com relação aos produtos ou à aula. Muito pelo contrário, quando as consultoras pediram um feedback, escutamos palavras como "incrível, muito bom, surreal".
Os preços não são os mais baratos se comparados com marcas mais populares como as que eu venho citando por aqui como Vult ou Avon, mas não chegam nem perto dos preços de uma Dior ou Chanel e, apesar de nunca ter experimentado os produtos dessas marcas mais elitizadas, estou chutando que a qualidade da Mary Kay, se não for igual, deve ficar bem próxima.


E por último, o meu make. Apesar da certa dificuldade que senti com o material, o pincel para o batom foi um dos melhores que já usei e eu amei a cobertura do produto.
Além dos produtos tem toda a história e filosofia da empresa que são fascinantes! Mas isso é assunto pra um outro post (muito provavelmente).
Para comprar os produtos, você precisa encontrar uma consultora, e é possível descobrir as mais próximas de você pelo site oficial; você fornece seu CEP nesse link e ele devolve com as consultoras da área. Ou, você também pode entrar em contato com a Mary, que me convidou pro curso e já virou a minha consultora oficial. No final do post, tem link pro perfil dela no facebook.
Conclusão: Mary Kay mais que aprovada. A base, obviamente, está encomendada, e eu já tenho uma listinha dos próximos produtos que quero ter pra usar no dia-a-dia.

Links:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Google+