quarta-feira, 22 de maio de 2013

Me Definindo

Ca estou, participando do Concurso Cultural do blog da BabiDewet e da Cuponation Brasil. Minha sorte com promoções ou concursos nunca foi muito presente, mas esperança é ou não a última que morre? Então vamos lá. A missão é: citar um livro que me defina.
Não sei se o ser humano é simples e nós nos complicamos sem motivo, ou se nós ainda não temos nem um vislumbre da real complexidade da vida. A visão é generalizada, mas muito certa pra mim; não sei se me conheço. Já superei fases e momentos da vida que julguei serem intransponíveis, mas também me pergunto se os julguei dessa maneira por ser fraca. Julgo a mim mesma pelos meus gostos, atitudes e a dúvida se devo alguma coisa a sociedade pelo o que sou é eterna. Surpreendentemente, escolher o livro que representasse isso, e, consequentemente a mim, não foi difícil: Coisas Frágeis do Neil Gaiman. Coisas Frágeis é uma coleção de contos dos mais variados temas e personagens, e, na simplicidade de algumas verdades que ele expõe, é natural que ele te faça iniciar esse tipo de reflexão, mas a sensação que fica não é pesada, muito pelo contrário; os textos tem uma leveza surpreendente, por isso acho que ele é perfeito, porque consegue equilibrar os dois pratos da balança expondo verdades e fazendo uma sensação boa de clareza  te invadir. Basicamente o que procuro e tento praticar com tanto afinco: o equilíbrio.

"Ele havia lido livros, jornais e revistas. Sabia que, quando você foge de casa, às vezes encontra gente ruim que faz coisas ruins com você. Mas também lera contos de fadas, e sabia que havia pessoas boas no mundo, em meio aos monstros." - A Vez de Outubro - Coisas Frágeis, Neil Gaiman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Google+