domingo, 9 de dezembro de 2012

Schall Gay #11 - Se Maomé não vai Até a Montanha...

Se você mora em São Paulo e nunca foi na feira da madrugada no bairro do Brás, certamente já ouviu falar dela. E esse final de semana, alguns dos vendedores transferiram as vendas pra Caieiras, onde eu moro.
A feira lá no Brás, já é um forfé; pra encarar a maratona de compras por lá, tem que rolar uma preparação psicológica pra acordar cedo - ou  nem dormir - e encarar a multidão. Mas a única vez que fui, posso dizer que valeu muito a pena, só que reunir coragem pra voltar nela de novo...
Mas com a notícia de que vários vendedores estavam aqui do lado de casa, e a feira não aconteceria somente de madrugada, mas durante o dia inteiro, minha mãe e irmã também se animaram e decidimos ir dar uma olhada.
O lugar estava uma loucura, gente saindo pelo ladrão, música tocando e além das barracas de roupas e acessórios, também rolou carrinho de pipoca, aquele churrasco esperto, entre outras iguarias encontradas somente no meio do povão brasileiro. Mas com alguma paciência e bom humor, conseguimos ver todas as barracas em uma hora e meia e nós três saímos de lá bem felizes com o resultado.
A maioria das peças vendidas tem vários tamanhos, todas elas em preços tentadores. Basta saber garimpar, e você sai de lá com roupas bem ajeitadinhas, gastando bem menos da metade do que seria gasto em um shopping, por exemplo.
Ao lado, o saldo da manhã desperdiçada entre os vendedores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Google+