terça-feira, 1 de maio de 2012

Kripke still is God... and he doesn't give a shit...

Estou prestes a causar polêmica em um dos fandons mais vingativos da história. Mas, ok né? Só se vive uma vez!

O criador de 'Supernatural', Eric Kripke, deixou claro que, pra ele, a série teria cinco temporadas, e nada mais, e ele até tinha uma boa desculpa pra isso: não queria que a série pra qual ele trabalhou tão duro pra que virasse um sucesso, se perdesse entre 341987 temporadas sem sentido nem criatividade. Basicamente o 'saber parar quando você está por cima', no sentido mais prático da coisa.
Pois bem, a quinta temporada chegou, teve um final épico, triste, mas pra quem conhece a linha da hisória, ele fez bastante sentido. Kripke deixou a série, e ela partiu pra sexta temporada sem ele.
Não vou falar que a sexta temporada foi um fiasco, mas não chegou nem perto da qualidade de nenhuma das outras, e a sétima também vem me irritando bastante.
Depois de riscarem do mapa praticamente todos os personagens que o fandom aprendeu a gostar, apareceram com um monstro que deveria ser pior do que o fim do mundo (já que, foi isso que foi evitado no final da quinta temporada), mas agora, ninguém sabe o que fazer com ele. Personagens são criados pra serem grandiosos, mas desaparecem tão rápido quanto apareceram, questões são levantadas e esquecidas, dois irmãos, caçadores de monstros que vivem de cartões de crédito e identidates falsos, ficam de mimimi com 'poxa, isso não ta certo... pô, cara, você não devia esconder isso do seu irmão...' em, praticamente todo episódio.
Percebendo que o público realmente sente falta dos personagens dos quais eles deram cabo, alguns deles aparecem novamente, jogados, bem porcamente de volta à história.
Desculpa: sou fã, mas não sou hipócrita. Kripke treinou muito bem a sua audiência a procurar pontas soltas na história porque elas seriam resolvidas lá na frente. Então hoje, a gente consegue perceber enormes lacunas no roteiro, sendo deixadas aos montes pra trás, sem explicação nenhuma.
A 'essência Supernatural' da coisa, que pra mim, sempre foram motéis baratos à beira da estrada e casas abandonadas que serviriam como palco pra algum tipo de ritual maligno, se perdeu no meio de uma máfia de multinacionais e episódios à la 'Onze Homens e Um Segredo'.
Então, querido fandom, não adianta tapar o sol com a peneira: Supernatural não é mais o que era antigamente. Não, eu não vou parar de assistir, mas é óbvio que a qualidade se perdeu há duas temporadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Google+